Para desenvolver habilidades aposte nestas metodologias de aprendizagem


Em algum momento entre a avaliação de fim de ano, o Réveillon e o Carnaval, profissionais estabelecem metas para o próximo ciclo. Há quem monte listas de objetivos com a ajuda de aplicativos, do Excel, da inteligência artificial e há os que ainda resistem, preferindo traçar suas metas em papel e caneta. Seja como for o formato da lista de intenções, via de regra, a vontade, interesse ou necessidade de aprender algo novo estão lá.

 

A intenção e a disposição e a agilidade para o aprendizado são relevantes. Sobretudo para metas no trabalho, uma abordagem que considero particularmente eficiente é a sugerida pelo consultor de gestão George Doran, lá em 1981, no artigo “There’s a S.M.A.R.T. way to write management’s goals and objectives” (Há uma maneira S.M.A.R.T. de escrever metas e objetivos de gestão). 

 

Os cinco critérios incorporados no acrônimo S.M.A.R.T, originado em inglês, atuam como diretrizes valiosas na construção de metas que possuam maior clareza e concretude.

 

Específica (Specific): as metas devem ser claras. Pense na meta respondendo o que, por que, como, e quem?

Mensurável (Measurable): para que seja possível avaliar o progresso e determinar quando o objetivo foi alcançado, é preciso ter indicadores quantificáveis. 

 

Alcançável (Attainable): as metas devem ser realistas e possíveis. Objetivos irrealistas levam à desmotivação.

Relevante (Relevant): As metas precisam estar alinhadas com os objetivos gerais de carreira e estratégias para chegar lá.

Temporal (Time-bound): a definição de um prazo é importante para conferir um senso de urgência.

Antes de construir uma meta S.M.A.R.T. eu sempre sugiro que se faça uma macro reflexão de carreira, avaliando questões técnicas e comportamentais. Formule no máximo três metas por ano e verifique qual a jornada de desenvolvimento que deverá ser percorrida até a sua realização. 

No contexto interno da organização, as teorias da aprendizagem social e aprendizagem empírica são especialmente úteis para quem deseja desenvolver novas habilidades, explorando também novas opções de carreira.

O professor e teórico da educação David Kolb, da Universidade de Harvard,  criador da Teoria da Aprendizagem Experiencial, mostrou que nos adultos, a aprendizagem é intrinsecamente entrelaçada com as interações entre o ambiente e o indivíduo. O chamado Ciclo de Kolb propõe quatro etapas de aprendizado: experiências concretas, reflexão observativa, conceitualização abstrata e experimentação ativa. Sua pesquisa destaca a crucial importância da reflexão e da aplicação prática contínua para solidificar o processo de aprendizagem.

A teoria da Aprendizagem Social enfatiza o poder da observação de comportamentos e seus resultados na aprendizagem. Desenvolvida por Albert Bandura, que foi professor de psicologia social na Universidade de Stanford, essa teoria foi comprovada por meio de um experimento. O professor usou um boneco de joão-bobo e três grupos de crianças expostos a filmes onde adultos agrediam o brinquedo.

O  primeiro grupo via adultos sendo recompensados, o segundo punidos, e o terceiro sem consequências. Após o filme, as crianças foram observadas, e o grupo que testemunhou recompensas demonstrou maior propensão a repetir comportamentos agressivos.

Além do aprendizado formal, em cursos e treinamentos, essas duas teorias mostram a força da prática e do componente social na aprendizagem, o que nos leva a um caminho e uma abordagem mais equilibrada de desenvolvimento profissional. 

 O método 70-20-10, criado por pelos professores do Center for Creative Leadership (CCL), Morgan McCall, Robert Eichinger e Michael Lombardo, cumpre bem esse papel. Esse modelo sugere que 70% do aprendizado ocorre por meio de experiências práticas, 20% com interações sociais, como mentorias e colaborações, e 10% por meio de aprendizado formal, como cursos e treinamentos.

Absorver conhecimento vai além de formalidades acadêmicas; é na prática, na interação com outros, na observação atenta e na reflexão diante dos resultados que a aprendizagem se acelera no ambiente profissional. 

Ao desdobrar suas metas anuais e selecionar sua estratégia de execução, não subestime a eficácia do método 70-20-10, reconheça a importância do aprendizado prático, da interação social e da reflexão para o crescimento profissional.

permalink | enviar por email
Warning: Illegal string offset 'class' in /home/customer/www/produtive.com.br/public_html/wp-content/plugins/simplified-social-share/s9-social-sharing/includes/shortcode/shortcode.php on line 33
Atendimento via WhatsApp
Solicite mais informações

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Seu telefone (obrigatório)

    Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

    Assunto (obrigatório)

    Empresa (obrigatório)

    Possui curso superior?

    Cargo / Posição

    Área de atuação

    Objetivo

    Último cargo ocupado

    Linkedin

    Anexar Currículo

    Sua mensagem (obrigatório)

    close
    Contact us