O poder de liderar equipes com o coração


O mundo do trabalho vem sofrendo profundas transformações. Os métodos de gestão do passado baseados em comando e controle, plano de carreira da empresa, previsibilidade das estruturas e relações de longo prazo sucumbiram. Isso torna o papel dos líderes ainda mais desafiador. Um estudo publicado este ano pelo Great Place to Work (GPTW), mostra que a permanência dos talentos e o desenvolvimento das lideranças estão entre as prioridades das organizações. Os motivos são evidentes: empresas que não são atrativas e não criam ambientes interessantes não são mais foco de trabalho para as novas gerações, perdem talentos e tem dificuldade para entregar resultados. O mundo pós-pandemia acendeu a chama da luta por propósito e bem-estar. E isso passa pela reformulação do papel da liderança.

O autor David Grossman em seu recente livro Heart First (Coração Primeiro, em tradução livre) aborda três aspectos essenciais da abordagem baseada no coração: empatia e conexão humana; comunicação autêntica e transparente; e liderança intencional e reflexiva.

Grossman enfatiza a importância dos líderes demonstrarem empatia e se conectarem de forma genuína com suas equipes. No ambiente de trabalho, isso significa reconhecer as lutas e desafios pessoais dos membros do time e apoiá-los de maneira significativa. Líderes que praticam a empatia podem criar um ambiente de trabalho mais solidário e engajado.

O terceiro aspecto, a comunicação clara e honesta, é crucial, especialmente em tempos de incerteza. Líderes devem se esforçar para serem transparentes sobre os desafios da empresa, bem como sobre suas expectativas. Isso ajuda a construir confiança e garante que todos estejam alinhados e informados

Já a liderança intencional e reflexiva significa que os  líderes devem sempre refletir sobre como suas escolhas afetam a equipe e a organização como um todo. Líderes que adotam uma abordagem reflexiva podem se adaptar melhor às mudanças, liderar com propósito e tomar decisões de mais qualidade.

A liderança baseada na transparência passa por assumir vulnerabilidades. Líderes foram treinados para ter todas as respostas e não assumir fraquezas. Liderar com o coração aponta na direção oposta. Assumir dificuldades e pedir ajuda aproxima os gestores de suas equipes. Construir relações de confiança e com segurança psicológica pressupõe assumir vulnerabilidades. Ambientes confiáveis são mais diversos e propensos à inovação.

Esse modelo de liderança contempla o olhar atento ao pilar de saúde física e emocional da equipe. Dialogar sobre como está o indivíduo é fundamental. Mostrar interesse em apoiar e gerar equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal gera conexão e produtividade.

Ao contrário do que muitos pensam, esse jeito de liderar que considera emoções e se mostra servidor não afasta os resultados de negócios. É uma alavanca poderosa para atingi-los.

Segundo um estudo global da consultoria Ernst Young, EY Consulting Survey (2021),  90% dos trabalhadores acreditam que a liderança empática leva a uma maior satisfação no trabalho e 79% concordam que diminui a rotatividade de funcionários. Além disso, 88% sentem que a liderança empática inspira mudanças positivas no local de trabalho, e 87% dizem que possibilita confiança entre funcionários e líderes​​.

E para os céticos sobre essa nova abordagem, recomendo um primeiro passo. Antes de perguntar sobre um projeto, pergunte ao seu funcionário como ele está, busque saber seu momento de vida e interesses de carreira, e dê espaço para um diálogo aberto. Com essa simples intenção centrada no indivíduo, já é possível notar mudanças profundas nas relações e no engajamento. Como diz o célebre Ram Charan, se você quer saber se um líder é orientado a pessoas, basta olhar sua agenda.

permalink | enviar por email
Atendimento via WhatsApp
Solicite mais informações

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Seu telefone (obrigatório)

    Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

    Assunto (obrigatório)

    Empresa (obrigatório)

    Possui curso superior?

    Cargo / Posição

    Área de atuação

    Objetivo

    Último cargo ocupado

    Linkedin

    Anexar Currículo

    Sua mensagem (obrigatório)

    close
    Contact us